Obscuro

https://pixabay.com/en/summerfield-woman-girl-sunset-336672/

Eu procuro entender o seu jeito
Mas é perda de tempo; admito
Eu preciso tocar seus defeitos
Pra poder desvendar os seus mitos.

Você faz que não joga esse jogo
Minhas fichas em você estão
Enquanto você não negar fogo
O cassino rodará o botão.

Na galera, você é corrente
No seu canto, parece um navio
De um lado, agrega essa gente
E do outro, quer mais desafio.

Esse beijo que mata os ingênuos
É desejo de qualquer poeta
Esse sonho em lábios pequenos
Deixa qualquer pessoa inquieta.

Você sabe ler nas entrelinhas?
O roteiro proposto foi lido.
Se você entende as manhas minhas
Vai pensar que faz todo sentido.

Se você procura melhor sorte
Que ao menos lhe sirva o agrado
Pra banhar todo esse belo corte
Que do Eden saiu consagrado.

Câncer

Saudações, oh! instigante criatura
Que transcende o meu viver vibrantemente,
Faz concreta a abstração com tal doçura
Conduzindo a paz igual um rio corrente.

Para se livrar da dor anda de lado
Assim desvia dos golpes desse mundo
Pois prover amor é seu único estado
Pois quero lhe dar amor neste segundo.

Seu sorriso é farto; é luz que nos convida
Todo dia esse presente está exposto
Feliz é quem testemunha isso em vida
Mais ainda é quem desfruta do seu gosto.

Coração que abriga o mundo sem usura
Mente ousada que aspira o infinito
Alma altiva, tão bonita que fulgura
Com seu brilho faz o mundo mais bonito.

Sua arma engatilhada é o perdão,
Seu remédio é o pensamento elevado;
É de transformar as coisas que lhe dão;
É de fazer do entorno o seu legado.

https://pixabay.com/en/crab-beach-sand-macro-closeup-1990198/

À espera dum encontro

Amigos, obrigado por esperar.

Às voltas com teus problemas, eu te vejo
E me pergunto se deles faço parte
Penso no melhor discurso e no manejo
Para que meu carinho eu possa dar-te.

É como se não quisesses um começo
Pensando que sempre haverá um final
Razão tens se assim pensas, reconheço
Mas no caminho está a graça, afinal.

(Rodeios faço pois direto eu assusto
Sou simples num tempo em que o ego é Deus
Antropocentrismo? Antes fosse; era justo
Mas vamos parar com esses assuntos meus.)

Tu vens algum dia visitar teu berço
Senão eu visitarei a tua casa
Para te ver eu até rezo dois terços
Porque o melhor da vida bate asa.

Morena, a canção tá escrita; escuta
E segue o caminho do som até mim
Por causa de ti eu fiquei foi biruta
Querendo em teus cachos me perder sem fim.

https://pixabay.com/en/rainy-day-window-pane-boring-bridge-1119787/

Buraick

Tentei pedir sua autorização antes de publicar, mas não achei contato. Caso queira, removerei daqui.

Após o tecido, um coração pulsante
Por ver essa moça destilar grandeza
Meu peito por ela tremula no instante
Em que tudo nela revela beleza.

Beleza lhe parece o mais trivial
Quando se percebe a sensibilidade
Seus olhos buscam o absurdo normal
Que nós transformamos em banalidade.

Quando ela me mostra as agruras da vida
Eu só penso em lhe confortar num abraço,
Eu penso que você é minha medida
Eu penso se há o que por ti não faço.

O que tu me dizes é prece velada
Em meio às largadas por nossos irmãos
Mas você, eu sei, nunca será calada
Enquanto eu lhe oferecer minhas mãos.

https://pixabay.com/en/i-beg-your-pardon-marriage-proposal-927746/

Gangorra

Ela está a metros de distância
Mas machuca como se me agarrasse
Quisera eu mais relevância;
Quisera eu que ela me amasse.

Comedido, ofereço a mão
Ela sorri e devolve o gesto
Que mulher, meu irmão…
Que tesão indigesto…

É que ela é casada e eu não;
É que ela é esse grande senão;
É que me ensinaram a não cometer pecado;
É que dela eu quero muito: um bocado!

Ela vai embora pro resto do dia…
O resto de tudo me entedia!
E nós mal trocamos olhares
E iremos a diferentes lares.

https://pixabay.com/en/breakup-divorce-separation-908714/

Ensaio de Um Soneto de Amor

De quando Paulino ainda não existia.

O amor transcende em meu ser
como o sangue corre pelas veias;
fiquei submisso a ele sem perceber
tal qual a caça da aranha acoada nas teias.

Hoje uma musa me inspira
a fazer os mais belos sonetos passionais;
minh’alma queima em brasa numa pira
cuja chama quer arder cada vez mais.

Meus sonhos ficaram tão infantis,
até na dor sinto-me feliz…
penso que estou em plena loucura.

Para esse amor canta o sabiá e o colibri
por causa de ti, esse belo sentimento descobri
e, agora descoberto, ninguém mais o segura.

#arquivo

https://pixabay.com/en/feather-pen-defense-group-ink-1378026/

Atracadouro

Relembrando um tema condizente com este dia especial.

Paulino Solti

Para o dia de hoje.

De um lado, a enseada; do outro, o barco. Entre eles, o mar, o mundo.
Ela vê o barco sair para explorar o mar, e voltar para recomeçar. Ele sai para se encontrar, e volta para se reconhecer.
Ela lhe dá o casco, o mastro, as velas, o timão…e só lhe pede que navegue feliz.
Ele volta, trazendo mais amor e mais ventos do que havia na saída.
Oh enseada, uma vida que se multiplica; um acidente que acolhe os barcos que lhe deixam para ir tão longe e retornar como se nada houvesse acontecido.
Os barcos só compreendem a sua vocação quando se desconstroem e se transformam em novos portos e enseadas.
Feliz dia das enseadas.

https://pixabay.com/en/beautiful-young-pregnant-woman-1434863/

Ver o post original