Reshetegue

Encoste o queixo no peito
Pois a tela não espera
Mas que falta de respeito
Olhar no olho… “Não, pera…”

Um sorriso só aparece
Junto à senha do WiFi
Sem conexão? Esquece
O clima logo se esvai.

Evoluímos ao ponto
De interagir com cliques
Quem aqui lembra, de pronto,
Como eram os piqueniques?

Isso é evolução, claro
E que venha mais disso
Mas vou devagar, meu caro
Dizer é meu compromisso.

L0g0 s3rá d3 0utr05 j31t05
Nossa forma de expressar
# e outros conceitos
Só chegam pra me avisar
Que a língua não tem defeito
Se se entende o professar.

Muito mais conectados
Mais próximos, mais distantes
Torcicolos provocados
Com mais frequência que antes.

Mas hipócrita eu não sou
Esses versos não são tinta
Eu despejo a minha soul
Num quadro que o dedo pinta.

Encostei queixo no peito
Pra falar de mim também
Eu não tenho preconceito
Estou nessa e estou bem.

Anúncios

Que tal?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s