Perfeição do ser

É de voltas que hoje eu vivo
É de amar, e fazer canções
É de cada amor nocivo
Trazido pela leva das monções.

É de flores que tiro extrato
Pois é nelas que nasce o mel
Quero fazer aqui seu retrato
Como o noivo a levantar o véu.

É você quem está na retina
Quando estou com os olhos cerrados
É você a deusa da neblina
Que ilumina os trilhos apagados.

É você, você mesma, você!
Porque sim, é causa e é efeito
É você, tão linda, esse ser
Minha definição do perfeito.

Anúncios

Que tal?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s