Elis

Ah, eu não sei o que é…só sei que, quando lhe vejo, um sorriso brota do fundo do coração e ebule rumo ao meu rosto como um vulcão…
Você me parece alguém tão simples, e ainda assim eu me pego imaginando o que deve haver de mais complexo nos cantos da sua certamente doce alma.
Seus longos cabelos me lembram uma harpa; e eu nessa hora me imagino tocando neste instrumento a “ode ao cafuné”.
Você me incita a fazer analogias tão fácil quanto ouvir falar de você e já se apaixonar. E olhe que eu não sou bom na prosa escrita.
A vontade que eu tenho, de verdade, é de, só uma vez na vida, pegar na sua mão. Vale ressaltar que eu só a largaria quando não houvesse mais forças pra segurar.

Anúncios

Que tal?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s