Desafio das Palavras: Amor próprio: duas palavras, uma única solução (a versão dele)

https://pixabay.com/en/thailand-buddhists-monks-and-453393/

De volta ao templo, o aprendiz ouviu de seu mestre a lição do dia.
– Criança, depois de hoje, não haverá mais o que lhe ensinar, portanto escute bem.
E prosseguiu: “você já sabe tudo o que precisa para ser seu próprio mestre, exceto por um detalhe…”
– E que detalhe é este, mestre?
– O elixir secreto.
– Mas mestre, o senhor já me ensinou esta lição.
– Porém não em sua completude – respondeu o velho – sua serenidade e abnegação são tão grandes que aparentemente não teve a curiosidade em experimentar o elixir. Se deseja ser seu próprio mestre, deve ter controle total sobre si próprio, algo em que suas virtudes não serão suficientes.
O mestre enviou seu discípulo a sua última missão.
– Vá aos Três Grandes Penhascos e traga o pote que reside em cada um deles. Intactos.
Chegando ao primeiro penhasco, ele deparou-se com um lobo feroz à frente de um pote. Após horas de luta intensa, o aprendiz derrotou o animal, mas poupou-lhe a vida. O pote continha apenas água.
O aprendiz seguiu seu caminho rumo ao próximo destino, e lá havia um espelho tomando toda a frente do precipício. O aluno não tinha escolha para alcançar o pote senão atravessando o espelho. Porém tratava-se de um bloco espesso. O aluno usou toda a força que tinha para quebrar o obstáculo, sem sucesso. Até perceber uma pequena fratura que estava ali o tempo todo; com foco, quebrou o espelho e alcançou o segundo pote. Apenas água, outra vez.
O terceiro e último penhasco era o mais distante e mais íngreme. O pote estava sozinho, sem qualquer obstáculo. Mas este nem água continha. O aprendiz imaginou que estava atrasado, mas levou o pote consigo mesmo assim.
O aluno retorna ao templo frustrado e confuso, e mostra os potes ao velho.
– Mestre, trouxe os três potes, mas dois só possuem água e um está vazio! E agora?
– Criança, leia os rótulos dos potes.
No primeiro pote, “enfrente o obstáculo”. No segundo, “enfrente a si”. No terceiro, “enfrente as frustrações”.
– O que significa isto, mestre?
– O que você encontrou em cada um destes lugares?
– Um lobo, um espelho, e nada.
– Pois bem, criança. Amor próprio é necessário para vencer os maiores desafios da vida: aqueles que você mesmo se impõe. E, no seu caminho, sempre haverá o outro (o lobo), você mesmo (o espelho) e suas frustrações (nada).
E concluiu.
“O lobo lhe desviará do caminho e impedirá seu avanço; seja implacável.”
“Você questionará seus próprios ideais; conhece a si mesmo.”
“Você chegará a lugar nenhum muitas vezes; persevere.”

Paulino Solti x Camila Barretto

“Desafio das palavras” é um jogo proposto, com o objetivo de versar sobre temas vindos de fora pra dentro; inspirar-se ao contrário. Dois poetas, cada um com seu olhar sobre o tema/título.

Anúncios

Que tal?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s