Novela

Como fugir das surpresas da vida?
Que remédio eu tomo pra ser normal?
Ter o que eu quero é declarar partida
De um mundo em que não me sinto tão mal.

Meu coração não entende as pessoas
Pois elas não amam dizendo amar
Pois são ruins se dizendo tão boas
Pois cruzam braços quando é pra remar.

O meu querer deixa o mundo pequeno
Mas ele assusta quando eu abro a mão,
Oscila entre o casto e o obsceno,
Quer fazer de mim o seu corrimão.

Como resistir a ser verdadeiro?
Como equilibrar na corda do ser?
Quero você sem perder meu roteiro
Quero um roteiro que inclua você.

Anúncios

Que tal?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s