Ubíqua

Olhe, você me perturbou o quanto pôde sem me dizer um oi, invadiu meus sonhos sem pedir licença, brincou com meus sentimentos sem me dar o “sim”. E eu fico como nessa história?

Sem você.

Eu me perco feito um doido, esbravejo igual marido traído, esperneio como criança. Afinal você tomou o molde da minha cabeça, ocupou os espaços, fez-se dona de mim sem sequer começar a me amar. E eu fico como nessa história?

Com você.

Eu tento lhe esquecer em vão, eu me culpo por gostar de você, eu jogo fora as referências…tudo isso pra acabar tendo você ainda mais forte no pensamento, pois fotos e vídeos nunca serão tão fortes e duradouras quanto as sinapses do meu cérebro, que lhe conservam como o barril de carvalho ao vinho. E eu fico como nessa história?

Escrevendo histórias a seu respeito…

https://pixabay.com/en/adult-man-necklace-papers-pavement-1846488/

Anúncios

4 comentários sobre “Ubíqua

Que tal?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s